"devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo." José Luís Peixoto
25
Ago 12
publicado por Moscardo, às 18:00link do post | comentar

   Onde o dinheiro é tempo, onde a vida é demasiado contemporânea, onde tudo é medido, onde a realidade é vista pela janela de uma limousine, onde o futuro é o nada...

 


...onde, do outro lado do espelho, o Homem assiste (vivendo) à náusea de existir...
MC
Anónimo a 25 de Agosto de 2012 às 20:24

Enquanto espectador da sua vida, não consegue fugir ao próprio pensamento, ficando dominado pelo absurdo de existir.
Moscardo a 26 de Agosto de 2012 às 23:14

mais sobre mim
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24

27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
Sitemeter
Google Analytics
blogs SAPO