Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delírio do Moscardo

"devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo." José Luís Peixoto

Delírio do Moscardo

"devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo." José Luís Peixoto

07.Dez.12

Anatomia de um assalto

 

  • Redução de 8 para 5 escalões de IRS:

- Menos de 7 mil euros: 14,5%
- Entre 7 mil e os 20 mil euros: 28.5%
- Entre os 20 mil e os 40 mil euros: 37%
- Entre os 40 mil e os 80 mil euros: 45%
- Acima dos 80 mil euros: 48%

  • Redução nas deduções e benefícios fiscais
  • Pensões sofrem corte de 3,5%, a partir de 1.350 euros, com uma taxa progressiva
  • Sobretaxa de 3,5% para todos os rendimentos abaixo de 250.000€/ano
  • Corte do subsídio de férias dos funcionários públicos (pensionistas recebem 10% do subsídio)
  • Subsídio de Natal "reposto" sob a forma de duodécimos, para ser dissolvido com a sobretaxa aplicada
  • Idade da reforma aumenta para os 65 anos, na função pública
  • Redução para metade do pagamento em feriados e horas extraordinárias, na função pública
  • Subsídio de desemprego passa a descontar 6% para a Segurança Social
  • Subsídio de doença passa a descontar 5% para a Segurança Social
  • Aumento para 80% da tributação de IRS, para contratados a recibos verdes
  • Aumento do Imposto Único de Circulação
  • Aumento dos combustíveis e factura da electricidade, por via do aumento do Imposto Sobre Produtos Petrolíferos
  • Redução do limite de isenção para a tributação do subsídio de refeição

 

A discordância moral combinada com a aprovação do OE, na Assembleia, poderia ser apenas ridícula para os deputados da maioria. Mas que dizer deste comportamento, se as medidas presentes no documento roçarem a inconstitucionalidade, para além de serem ruinosas?