"devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo." José Luís Peixoto
21
Jul 12
publicado por Moscardo, às 22:00link do post | comentar

Quarto escurecido,

Com brilho intermitente.

Dilui luz e sombra,

Treva que dilata e mingua,

Sons que ensurdecem o silêncio.

Perdoa o excesso de ardor, amor...

Devo ser ténue como a chama de uma vela.






mais sobre mim
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

17
19
20

22
24
28

30
31


pesquisar neste blog
 
Sitemeter
Google Analytics
subscrever feeds
blogs SAPO