"devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo." José Luís Peixoto
25
Jun 15
publicado por Moscardo, às 22:00link do post | comentar

 

Há um mundo escondido nos teus olhos
Um recife de coral brilhante,
onde madrugadas secretas vagueiam
e num longo lamento terminam

 

Dolorosa inquietação esta valsa da dor,
Este fugaz arbítrio de letras e emoções,
Onde cantam, saltam e dançam
murmúrios de recordações

 

Esta cruel e hostil solidão,
que me cerra no silêncio,
Que me gela de desprezo
Na tua ausência, só o torpor!

 

Por um mundo a que pertença
À sombra do tempo aguardo,
Que doce ardor seria esse
onde eu fosse teu e tu minha!

 

tags:

mais sobre mim
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30


pesquisar neste blog
 
Sitemeter
Google Analytics
subscrever feeds
blogs SAPO