"devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo." José Luís Peixoto
21
Abr 13
publicado por Moscardo, às 23:30link do post | comentar

 

     Em O Doente Imaginário, a morte, o egoísmo e o dinheiro são os temas dominantes. Os médicos de Molière são desconcertantes. Pois o seu objectivo não é o de curar o paciente, mas sim actuar de acordo com as regras do ofício. Retrato actual da pequenez de pensamento que afecta os que mandam. Desde o seu universo muito particular.

 

MONSIEUR FLEURANT para Béralde - Por que se intromete nas prescrições da medicina, impedindo o senhor de levar o seu clister? É uma grande ousadia da sua parte!


BÉRALDE - Ora, senhor, vê-se bem que não está acostumado a falar com rostos.






mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26

28
29
30


pesquisar neste blog
 
Sitemeter
Google Analytics
blogs SAPO